Registrando a vida outdoor: dicas para fotografar ao ar livre

Ah, o mundo outdoor! Quantas coisas lindas nós, aventureiros, temos o privilégio de ver quando vivemos a vida lá fora. Por essas gratas surpresas que aparecem no caminho, vale a pena levar a câmera para dar um rolê juntinho ao seu pescoço. Assim, você eterniza todos os momentos e lugares por onde passa.

O único porém aí é: se engana quem pensa que uma boa foto é só aquela que enquadra um pouquinho do que se vê. Um bom clique é planejado. Deve-se considerar o assunto, paisagem ao redor, enquadramento, a luz, o ângulo e o que você quer transmitir com aquela imagem. Ah, sem contar as configurações manuais da câmera para dar o toque que só você pode escolher ter. Mas, tudo tem o seu ritmo, não se preocupe. Você vai conseguir o clique perfeito depois de algumas tentativas e erro. Tentando ajudar no processo, separamos algumas práticas que os iniciantes podem tentar usar para aprimorar suas habilidades fotográficas.

1. Treine com composições simples

Lugares como florestas, penhascos ou cânions, fornecem cenários complexos para fotos. Nesses locais, tentar capturar demais fará com que sua imagem pareça poluída. Que tal fazer um enquadramento mais fechado, como o de troncos e suas sombras ou algumas folhas?

Da próxima vez que levar a câmera para a sua aventura outdoor, escolha alguns detalhes e pratique fotografá-los de forma que transmita a sensação de todo o lugar. Identifique o que torna aquele lugar especial (um cheiro, uma emoção, uma textura) e tente clicar esses detalhes sem se preocupar em mostrar qualquer outra parte do cenário.

2. Pense antes de enquadrar um objeto

Ao fotografar pessoas ou animais, use recursos naturais da paisagem que levem os olhos de quem está vendo a foto para o objeto principal. Pense nesse apoio como uma linha principal – uma trilha, uma faixa, um caminho de árvores. Atente-se às formas na paisagem e aproveite sempre que puder enquadrar um objeto dentro delas.

Tente encontrar um amigo disposto a subir uma trilha e o clique de ângulos diferentes, usando o caminho para direcionar o foco para o objeto. Vale a tentativa em uma estrada, rua, praça ou qualquer lugar que sua criatividade permitir.

  1. Procure as sombras

    Iluminação é (quase) tudo em uma foto. Mas uma iluminação dramática normalmente dá origem às melhores fotos, então, saiba usá-la ao seu favor! Procure por sombras interessantes, com formatos diferentes, e deixe-as o mais escuro possível. Esse contraste faz um jogo diferente do que o olho humano é acostumado a ver (na foto os tons são mais escuros do que enxergamos), o que torna a foto atraente.

    Ao se mover por uma paisagem, observe para onde a luz cai e como ela se move com o tempo. Depois, escolha sombras interessantes e procure os elementos da paisagem para complementar e ilustrar a parte clara da sua foto. Fotografe esse recurso em contraste com sua sombra para aprimorá-lo.

    4. Estude as fotos que considerar ruins

    Resista ao desejo de apagar aquela foto que você clicou e achou ruim. As fotos ruins são ótimas para que você estude as configurações que usou, como velocidade do obturador, abertura e ISO, e entenda o que fez de errado. A frustração por não conseguir o clique que você idealizou, também pode te fazer excluir todos os outros feitos no momento. Mas, NÃO FAÇA ISSO! Mantenha todas as fotos e tente revê-las alguns dias ou semanas depois, com uma cabeça diferente. Isso pode te ajudar a filtrar suas fotos com a mente mais analítica e aberta.

    Dedique um certo tempo para analisar suas fotos com calma. Abra em um computador e estude todas as imagens clicadas. Faça anotações sobre o que funcionou e o que não funcionou em cada uma delas, para saber quais configurações repetir e quais evitar na próxima vez naquele, ou em outro cenário semelhante.


    Pode ser que foto AINDA não seja muito a sua praia, mas que tal se arriscar por aí com uma câmera? Clicar momentos do dia a dia também ajudam a treinar o olhar fotográfico e desenvolver o hábito de registrar tudo o que sua mente não quer esquecer (ou só quer expor). A gente alerta: isso é um caminho sem volta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *