TRILHAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO: CONFIRA O TOP 5

Há quem diga que trilha é o esporte outdoor mais fácil e quase sem graça para quem é chegado em uma adrenalina. Ou seja, a afirmação vêm de montanhistas, mountain bikers, surfistas de ondas gigantes, entre outros praticantes de modalidades pra lá de perigosas. Mas, o que será que eles diriam sobre se aventurar em uma das 5 trilhas consideradas as mais perigosas do mundo, hein? Por esses caminhos é preciso, literalmente, estar atento para não acontecer nenhuma fatalidade. Sim, neste nível.


Isso porque a aventura por lá requer apenas que você coloque um pé na frente do outro – E NÃO DESVIE A ATENÇÃO! Locais extremos, animais selvagens, guerrilheiros, calor, neblina… essas são algumas das “pequenas” surpresas que podem transformar uma trilha pelas montanhas em um rolê perigosíssimo!

Dá uma olhada nesses nomes a seguir e vem sentir um arrepio até na alma com a gente (obs: a lista não segue, necessariamente, a ordem do grau de perigo das trilhas):


1. Huayna Picchu, Peru

 

A trilha Inca para Machu Picchu pode ser bem difícil e já deixou algumas vítimas pelo caminho. O perigo começa quando você segue a trilha pela cidade mítica, subindo a Huayna Picchu, também conhecida, VEJA BEM, como a “Caminhada da Morte”. A antiga escadaria Inca é esculpida em granito e sobe cerca de 300 metros em menos de 1km. Além disso, a rota é cheia de pedras soltas, quebradas e escorregadias. Muitas pessoas enfrentam o caminho totalmente despreparadas, usando chinelo e sem nenhuma garrafa de água, por exemplo.

Nuvens e neblina também podem dificultar a jornada, e em algumas partes é preciso se agarrar a cabos de aço antigos. Subir até que é fácil, mas para descer a encosta íngreme, mermão… é preciso coragem e concentração.

2. Monte Hua Shan, China

Durante séculos, peregrinos subiram aos templos nas cinco torres do Monte Hua Shan. Quase todas as subidas são trilhas perigosas, com trechos praticamente verticais e poucas agarras. No entanto, a trilha até a South Mountain é oooooooutra história. Conhecida como a trilha mais perigosa do mundo, o caminho tem plataformas de madeira aparafusadas na encosta da montanha. Deu um frio na espinha aí também?

Trekkers precisam se prender a uma corrente de ferro paralela às tábuas, que pairam a milhares de metros acima do solo. Para chegar ao fim da trilha, ainda tem que encarar uma escada vertical de vergalhão. Em certo ponto, as tábuas desaparecem completamente e os caminhantes devem usar pequenos buracos esculpidos na rocha. M A N O. Apenas.

3. Kokoda Track, Papua Nova Guiné

O Kokoda Track já foi palco para muitas mortes, e nem estamos falando sobre o perigo da trilha em si. Em 1942, o local recebeu intensos combates entre japoneses e australianos. A rota estava quase adormecida até a última década, quando aventureiros (alô, comunidade Project mundo afora!!!) descobriram o caminho de 100 km que ligava os arredores de Port Moresby à vila de Kokoda.

Em 2009, 13 pessoas morreram em um acidente de avião a caminho das trilhas perigosas, e mais quatro pessoas foram vítimas na travessia, que pode levar até 11 dias para ser concluída. Quem se arrisca, enfrenta o risco de malária, calor extremo, noites frias e as chuvas diárias da tarde. A rota em si tem barro na altura do tornozelo, raízes escorregadias e partes que se transformam em cachoeiras.

4. Travessia de Drakensberg, África do Sul

Antes de 1985, 55 pessoas perderam suas vidas na Travessia de Drakensberg. Depois disso, as autoridades, basicamente, cansaram de contar os números que crescem todos os anos na jornada de 64 km pelo Royal Natal National Park, que atravessa alguns dos mais belos terrenos montanhosos do mundo.

A parte mais assustadora dessas trilhas perigosas pode ser o começo. Duas pontes de cordas frágeis levam os montanhistas até a cordilheira, onde rastros de animais, trilhas de pastoreio e enormes rochas compõem o cenário.

5. Kalalau, Havaí

A trilha de Kalalau, ao longo da costa de Na Pali, é a melhor parte do Havaí – selva isolada, encostas vulcânicas íngremes e uma praia intocada no final. Mas a caminhada de ida e volta de 35 km pode ficar bem complicada. As três principais travessias da trilha podem inundar rapidamente durante a chuva, e a queda de rochas, especialmente em torno de cachoeiras, é sempre uma preocupação. O trecho Crawler’s Ledge, que é 3/4 do trajeto, pode se transformar em uma caminhada perigosa ao longo de sua borda íngreme durante a chuva.

Embora o local tenha registrado inúmeros acidades, o caminho estreito não é o maior perigo. Mais de 100 pessoas perderam a vida enquanto nadavam nas praias remotas da trilha.


E aí, quem se arrisca? Por aqui, a gente prefere dar um check via Google Maps ou, no máximo, colar lá pertinho e só observar mesmo – e olha que a gente ama uma aventura! É importante respeitar a natureza, entender que nem todos os caminhos foram feitos para serem explorados, mesmo que a vontade seja grande. Mas, nosso questionamento é: você encararia? #IntoTheOutdoors

Fonte: https://gooutside.com.br

×

Olá

Clique no nome do atendente para tirar suas dúvidas ou envie um email para:  [email protected]

×