5 destinos para acampar no Brasil

Que tal colocar uma mochila nas costas, separar a barraca e se jogar pelo Brasil? Considerando que moramos em um país bonito por natureza, você tá esperando o que para chamar a galera, aquela pessoa especial ou até ir sozinho? Quer dizer, na natureza dá pra ficar sozinho? Para nós, o mundo outdoor oferece muito mais do que ar fresco e uma vista bonita. Se aventurar lá fora pode trazer respostas para perguntas que você nem sabia que tinha. A gente aconselha tão fortemente que você viva a experiência de acampar, que até separamos uma listinha com 5 destinos irados para a sua próxima viagem!

1. Praia de Algodões – Bahia

Com praias impecáveis de areia fofa e piscinas naturais repletas de recifes, a península de Maraú é uma das grandes riquezas do Brasil. Já mencionamos as cachoeiras, áreas de manguezais e reservas de mata atlântica? Pois é! Paradisíaco como um todo mesmo.  

A praia de Algodões é uma das primeiras da península a partir do continente, e é o lugar perfeito para quem busca tranquilidade. Inclusive, sua barraca corre o risco de ser a única do camping do Xicão (exceto em feriados prolongados, como réveillon e Carnaval). Apesar de roots na essência, o local tem luz elétrica, boa infraestrutura de banheiros e chuveiros quentes, além de um PF de respeito por menos de R$ 20.

Em Algodões, as ondas são fracas, mas a 25 km está Barra Grande, o maior vilarejo de Maraú, com praias boas para o surf, como Três Coqueiros e Bombaça.

2. Serra do Cipó – Minas Gerais

A apenas 90 km de Belo Horizonte, a serra do Cipó é um dos lugares mais alucinantes do Brasil para se acampar: a estrutura geológica pré-cambriana, a diversidade vegetal e a típica hospitalidade mineira tornam todo o lugar muito especial.

A não ser que você esteja percorrendo alguma trilha, é proibido acampar dentro do Parque Nacional do Cipó. Mas, se você é amante da natureza em sua forma mais selvagem e livre, há outras opções nos arredores para passar a noite. O camping Véu da Noiva, no distrito de Cardeal Mota, principal ponto de apoio para visitantes da serra, oferece banheiros, luz elétrica e chuveiros quentes.

Vale conhecer a cachoeira Véu da Noiva, uma queda de 70 metros de altura que deságua em uma piscina natural com água cristalina e temperaturas perfeitas no verão. Para quem tem mais tempo, há a opção de seguir a pé por trilhas que levam a outras duas cachoeiras: a Grande e a serra Morena. Aproveite a vista!

 

3. Praia do Sono, Paraty – Rio de Janeiro

Ah, a simplicidade e calmaria do Sono. O local isolado é, basicamente, habitado somente por pescadores. A praia tem uma extensa faixa de areia branca, águas claras e infraestrutura para receber turistas que querem acampar. Para chegar lá, é preciso pegar uma trilha de cerca de 1 hora, saindo da praia de Laranjeiras, ou por barco, a partir de Trindade.

Além das águas translúcidas, o Sono tem uma mata atlântica intocada, que pertence à Reserva Ecológica da Juatinga. O que não tem por lá é sinal de celular… Mas quem precisa de internet quando as ondulações de sul fazem o mar subir e deixa as condições perfeitas para o surf? Pra quem não curte passar o dia dentro do mar, do lado de fora há muito o que explorar. As praias vizinhas de Antigos e Antiguinhos são acessíveis por uma trilha que começa na própria praia do Sono.

Campings são o principal meio de hospedagem por lá e estão por toda a orla, como o Marimbá, o Canto Bravo e o da Dona Aurora. Todos oferecem boa área para montar a barraca e banheiros, mas nenhum tem sem luz elétrica. Desapega e só vai!

 

4. Chapada dos Veadeiros – Goiás

Localizada no ponto mais alto do cerrado, a Chapada dos Veadeiros é o cenário ideal para tirar um tempo para si mesmo e voltar renovado à civilização. Por ali, é impossível escapar da interação com a natureza: tem cachoeira, montanha, poços naturais, trilhas leves e mais duras, animais livres e muito mais.

O camping Pacha Mama, com diária de R$ 50 por pessoa, oferece a infra necessária para passar um tempinho por lá (além da inesquecível vista para o morro da Baleia): além do gramado de 1.000 m² reservado às barracas, conta com banheiros bem equipados, chuveiro quente e cozinha coletiva com geladeira, fogão e utensílios. Ah, vale dizer que é proibido ouvir música alta. Parece ideal para ficar literalmente em paz, né?

Dica bônus: subir até o topo do morro da Baleia e contemplar um pôr do sol de arrepiar.

 

5. Pico dos Marins – São Paulo

Quem disse que a selva de pedras também não tem um visual digno de se acampar e admirar? O pico dos Marins, na serra da Mantiqueira, é um impressionante mirante natural, cravado bem na divisa dos estados de SP e MG.

Para chegar ao topo, é necessário preparo para encarar de 3 a 5 horas de subida, o que te leva a 2.420 metros de altitude!!! Uma vez lá em cima, basta montar a barraca e curtir a vista para os morros de Minas Gerais e todo o vale do Paraíba, ao lado de São Paulo. Em uma noite sem nuvens, é possível ver um dos que provavelmente será o céu mais estrelado que você já presenciou na vida.

Vale dizer que para acampar no pico durante o inverno, é essencial ir com MUITAS roupas de frio e casacos corta-vento (a gente tem aqui ;)), porque a sensação térmica pode chegar a 0ºC. Ir no alto verão pode não ser uma boa ideia por causa das chuvas intensas, com raios e trovoadas.

O acesso é gratuito e livre: você chega lá, monta sua barraca onde bem entender.e curte o visual.

E aí, animou? Em todas as suas aventuras, lembre-se que temos produtos ideais para o seu maior conforto! ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5% OFF
vishhh
5% OFF
Uhh Quase
10% OFF
10% OFF
Que pena
20% OFF
10% OFF
50% OFF
5% OFF
Por pouco
Gire a Roda da Fortuna e GANHE DESCONTOS!
Insira seu E-mail para girar a Roda. É sua chance de ganhar descontos de até 50%!
Regras da Casa:
  • Uma tentativa por usuário.