O surf tem que continuar: dicas para quedas no frio

Quem surfa, sabe: surfar no inverno, vale o frio! A temporada traz as melhores ondas e o mar se torna um verdadeiro playground. Mas, entre nós… é difícil fazer uma queda destemida nos dias mais gelados, né? Sim, é. Porém, brothers que somos, separamos boas dicas para antes, durante e depois da session para driblar o frio e cair sem medo de se divertir neste fim da temporada.

Pré-session

Antes de tudo, preste atenção ao seu corpo. Você está bem para enfrentar as condições adversas do surf? Se você estiver no começo de um resfriado, por exemplo, não ignore seu estado física porque depois o negócio pode ficar bem ruim pro seu lado. Se você estiver bem, escolha um horário onde a temperatura é mais alta. Opte por surfar entre as 11h e 15h, por exemplo, e deixe as quedas matinais e de fins de tarde para outra estação do ano.

O que fará toda a diferença, será seu equipamento. Escolha um adequado e de qualidade. Um long john com 3 ou 4 milímetros no tronco pode ajudar a sentir menos o frio da água, e, consequentemente, ajudar na performance. 

1) Prepare o psicológico. A mente também é uma forte aliada ao desempenho do surf nos dias mais gelados. Esteja preparado para o choque com ao entrar na água e confie nos seus equipamentos – eles farão o resto.

2) Chegue à praia com roupas quentes para não dar uma travada no corpo e na desenvoltura.

3) Faça um bom e completo aquecimento antes de entrar no mar. Seus músculos vão agradecer assim que entrar em contato com a água gelada.

4) Que tal usar protetores auriculares para evitar problemas futuros com aquela água que não sai e provoca uma dolorida dor de ouvido?

5) O uso de protetor labial vai te ajudar a não sair da água com os lábios rachados de sal e frio. Considere usar uma camada generosa.

5) Deixe um poncho no jeito para quando sair da água!

Durante

Relaxa, o cérebro não congela. Agora que você já tá dentro da água, é só alegria (e um pouco de frio, tudo bem… mas o pior já foi!). Aos poucos seu corpo vai se habituando à temperatura da água e, em cerca de 10 minutos, você já estará se sentindo mais confortável. Se a sensação persistir, e sua vista começar a ficar estranha, não hesite em voltar para a areia.

1) Aumente o ritmo dentro da água, ou seja, prefira ficar menos tempo na sessão, mas pegando o maior número de ondas para te obrigar a ficar em movimento.

2) Fique atento e respeite os limites do seu corpo. Surf e mar são coisas sérias demais para forçar a barra, ok?

Pós- session

Chegou no seu limite? O sol já tá quase indo embora? O vento ficou gelado demais? Então chega por hoje! Prepare-se para o vento gelado que vai encarar quando sair da água (lembrando que ele também queima a pele) e mentalize que valeu a pena, convencendo o seu cérebro de que a próxima queda também vai valer, evitando, assim, um bloqueio de quedas no frio.

1) Recorra ao seu poncho de imediato, mas, não perca muito tempo com o john molhado. Tente trocar de roupa o mais rápido possível e se aquecer. Se tiver um gorro, manda ver na cabeça para evitar resfriados e dores de ouvido.

2) Tome uma ducha bem quente assim que encontrar uma! Além de aquecer o corpo, a água também vai ajudar a relaxar todos os músculos do seu corpo.Para evitar um choque térmico nos pés e mãos, tente aquecê-los antes.

3) Tome algo quente como chá, café ou sopa depois da prática. A nutrição pré e pós-surf é muito importante (e sendo quentinho, seu corpo agradece).

4) Prepare-se para a próxima.

Fonte: https://www.decathlon.com.br/

×

Olá

Clique no nome do atendente para tirar suas dúvidas ou envie um email para:  [email protected]

×